25 de junho de 2010

Bazkaria

25 de junho de 2010
Finalmente o Temo Fome tomou vergonha na cara e resolveu postar sobre pizzas. Estranho demorarmos tanto, já que há algum tempo, sair para jantar fora era sinônimo de ir em pizzaria. Para um sábado a noite, a escolhida foi a Bazkaria. Lá, os sabores das pizzas e a decoração do restaurante têm um toque do País Basco, localizado ao extremo norte da Espanha. Em euskara, a língua basca, “bazkaria” significa “local de alimentação“.

O País Basco sempre buscou sua independência da Espanha, mas na parede deste ambiente externo, os dois dividem o espaço e a atenção dos clientes.

Por causa da chuva e do frio, decidimos deixar as bandeiras de lado e sentar mais perto do forno à lenha. Da nossa mesa, enxergávamos o pizzaiolo que, com a habilidade que essa função exige, girava as massas das pizzas no ar.

Os ambientes são uma atração a parte. Em cada parede, algum detalhe que remete ao Euskal Herria.

Foto retirada do site

Já que estávamos praticamente em solo espanhol, como não pedir umas tapas, o maior legado da Espanha para o mundo? Essas eram de atum, de frango e aceboladas.

Para beber, pedimos uma jarra de sangria, na melhor tradição espanhola. Mesmo tendo morado 8 meses naquele país, incrivelmente nunca havia provado essa refrescante bebida típica feita à base de vinho tinto.

Até gostei, mas me pareceu um quentão gelado. A Isa, que é apaixonada por sangria, bebeu até ficar com a boca roxa (e até achar que sabia falar euskara).


















Enquanto conversávamos e curtíamos a decoração do lugar, reparei que no alto do balcão havia um pernil de jamón. Depois de me certificar de que não era apenas mais um item da decoração, chamei o garçom, assim como quem não quer nada, e pedi para provar.

Ele, na maior parceria, nos serviu essas modestas fatias del famoso jamón Pata Negra. Mas não sem antes nos informar que o quilo desta peça especial, que é envelhecida em 8 anos, custa a bagatela de R$ 400. Valeu aí, chefia!

Pero, hombre, hemos venido a comer pizza, ¿vale? A Bazkaria oferece os sabores tradicionais, mas o nosso pedido foram as especiais Eguzkia (molho de tomate, lombo canadense defumado, muzzarela, rodelas de tomate, nozes e pesto de hortelã) e Bilbao (molho de tomate, presunto cru, cogumelos e catupiry). Metade e metade. A massa é bem sequinha e crocante, e a pizza vem com bastante recheio (é recheio que se diz?). Essa Bilbao é uma delícia, e por causa do presunto cru, tem o sabor bem marcante. ¡Que fuerte, tío!

Saímos de lá felizes e satisfeitos com essa nossa viagem ao mundo dos sabores bascos e com menos R$ 62 na conta.

A Bazkaria fica na Rua Comendador Caminha, nº 324, ao lado do Parcão, em Porto Alegre.

UPDATE!
A nossa leitora Larissa (chique isso, hein) comentou que também existe uma Bazkaria na Rua Comendador Rheingantz, nº 538, esquina com a Anita Garibaldi. Segundo ela, é uma versão mais simples do restaurante, para quem quer comer rápido sem curtir tanto o lugar. Alguém mais conhece?

5 comentários:

Marcela

Essa pizzaria é realmente muito boa e o lugar super agradável. Parabéns pelo blog! Sucesso! Abç

Larissa

A Bazkaria é mt boa!!! Dica: coloquem o outro endereço que ela tem, ali na anita esquina com alguma rua que eu não sei qual... Essa da Anita Garibaldi é mais simples, uma versão pra quem quer comer rápido sem curtir tanto o lugar.
Beijos

Isadora

Obrigada, Marcela :)

Larissa, vamos colocar lá o endereço da Anita. Valeu!!

Leninha Ramos

Tu sabe que eu nunca dei "sorte" com a Bazkaria?..as três vezes que fui lá, nunca me apaixonei pelas pizzas...não sei, sempre sai de lá achando q faltava alguma coisa em relação a outras pizzarias do mesmo nível.
Bjos...uma delícia essse blog...quase um destemperado..rsrsr

Anônimo

Muito bom, as pizzas são deliciosas mas me apaixonei mesmo foi quando comi o calzone Ramires esta muerto!

 
◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates. Blog Templates created by Web Hosting